Auxílio Emergencial – Bolsa Auxílio Pandemia do Governo

Por meio de medidas provisórias assinadas pelo novo presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, o Auxílio Emergencial será concedido novamente para 2021. Mas afinal, o que é e como funciona este benefício? Se você é trabalhador informal e deseja conhecer melhor este projeto social do Governo Federal, saiba que encontrou o conteúdo certo!

No artigo a seguir separamos uma série de informações interessante relacionadas ao Auxílio Emergencial, desde a sua criação, para que serve o benefício, valores, parcelas e dados atualizados. Portanto, continue lendo os tópicos adiante e esclareça todas as suas dúvidas.

Auxílio Emergencial Governo

Para a nova rodada de pagamento do Auxílio emergencial não será necessária a inscrição, o governo manterá os beneficiários que já estavam cadastrado no antigo programa em 2020, além dos inscritos no bolsa família. Não receberão o auxílio:

  • Servidores públicos;
  • Aposentados ou pensionistas;
  • Pessoas que estejam recebendo seguro-desemprego;
  • Pessoas com vínculo empregatício ativo;
  • Beneficiários assistenciais.

Outra novidade divulgada pelo governo é a suspensão do pagamento duplicado para as mães chefes de família. Inicialmente os beneficiados serão aqueles que pertencem as camadas mais baixas da pobreza. Os demais critérios seguirão o padrão do antigo Auxílio Emergencial.

O número de beneficiários diminuirá de aproximadamente 67,7 milhões de pessoas (antigo auxílio) para 40 milhões de pessoas atendidas, sendo que desses, 14,4 milhões são os participantes do programa Bolsa Família.

Valor e Parcelas

Quanto ao valor do Auxílio Emergencial, a princípio, basta saber que ele tem algumas parcelas que equivalem a R$ 600,00. No entanto, estas parcelas podem variar de acordo com certos tipos de situações e condições sociais, mudando a forma de concessão do benefício em alguns casos.

Mas, como este auxílio, que estava previsto apenas para amparar as pessoas no ano de 2020, foi estendido, em 2021 o recebimento do benefício será limitado a apenas uma pessoa por grupo familiar, com valores variando entre R$ 150, R$ 250 ou R$ 375. Ou seja, basicamente os trabalhadores informais e desempregados beneficiários do benefício, receberão quatro parcelas no valor mínimo de R$ 150.

Quanto a ordem de recebimento, os primeiros que terão acesso ao auxílio serão os beneficiários do CadÚnico. No entanto, ainda não foi publicado o novo calendário do Auxílio Emergencial 2021. A divulgação do mesmo será feita pela Caixa Econômica Federal e Ministério da Cidadania, e nele constará as datas de depósitos e de saque em dinheiro.

O que é o Auxílio Emergencial?

O Auxílio Emergencial, para quem ainda não conhece, é um benefício no valor de R$ 600,00 disponibilizado aos cidadãos brasileiros que se encontram mais vulneráveis neste grave momento de pandemia. Melhor dizendo, ele foi criado com o intuito garantir uma proteção emergencial com uma renda mínima para que estas pessoas pudessem sobreviver durante a crise causada pelo Coronavírus (Covid-19), uma vez que muitas atividades econômicas foram fortemente afetadas.

Auxílio Emergencial

Um grande fator que levou a criação do Auxílio Emergencial foi realmente este impacto que o mercado de trabalho sofreu, levando muitos trabalhadores informais, Microempreendedores Individuais (MEI), autônomos e até mesmo grandes empresários a pausarem suas atividades para tomar as medidas de segurança estabelecidas, evitando assim, a dissipação do vírus e uma maior taxa de contaminação.

Em dados, a criação benefício ocorreu em Abril de 2020 pelo Governo Federal o pagamento do mesmo foi estendido até o dia 31 de Dezembro de 2020. No entanto, como a crise do Covid-19 ainda segue afetando muito a economia do país, o Presidente da República decidiu iniciar uma nova etapa de concessão do auxílio emergencial para 2021.

Portanto, é interessante se manter atento aos outros tópicos do nosso artigo para entender melhor quem tem direito às parcelas e como recebe-las.

Consulta

A consulta do novo Auxílio Emergencial 2021 poderá ser feita pelo trabalhador informal a partir do dia 1 de Abril. No entanto, a elegibilidade do benefício para este ano ainda está sendo analisada pela Dataprev. As datas e valores relacionadas ao benefício poderão ser verificados nesta data no próprio site do Dataprev.

Abaixo separamos um rápido guia explicativo com o procedimento que deverá ser feito e o link que deverá ser acessado. Entenda melhor:

Auxílio Emergencial

  • No dia 1 de Abril acesse – https://consultaauxilio.dataprev.gov.br/consulta/#/
  • Informe o nome completo, CPF, nome da mãe e data de nascimento
  • Clique em ‘Consultar’.

É importante ressaltar também que, os cidadãos que receberam o Auxílio Emergencial no ano de 2020, mantenham-se sempre atentos também ao aplicativo com o intuito de se informar melhor a respeito da data de recebimento das parcelas, valores e mais informações relacionadas ao seu benefício.

Como receber

A partir do mês de abril começarão a ser pagas as novas parcelas do auxílio emergencial. O valor base será de R$250, mas se o beneficiário morar sozinho verá esse valor cair para R$150. Já para a mãe solteira responsável pela casa, o valor sobre para R$375.

Os pagamentos serão depositados pelo governo nas contas digitais que foram abertas pela Caixa Econômica na remessa passada do auxílio. O pagamento começará no mês de abril.

Portanto não é necessário um novo cadastro no aplicativo do Caixa TEM, pois o governo usará o mesmo cadastro que foi usado no ano passado.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 4

Auxílio Emergencial – Bolsa Auxílio Pandemia do Governo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *